Uma aventura


- Oi, te acordei?
- Não, o que foi?
- É melhor vocês descerem, pois atearam fogo nas coisas que está na garagem da sua vizinha e está um fogaréu de dar medo....
- To indo....

Esse foi o diálogo que tive com meu vizinho às 00:30 hr deste domingo.

Me lembro quando me mudei, a primeira pessoa que foi nos cumprimentar foi essa senhora, mora em frente à minha casa e segundo ela mesma, foi uma das primeiras moradoras da rua. Minhas filhas sempre a cumprimentavam, gostavam realmente daquela senhora.

O tempo foi passando, e ela começou a mudar. Começou a beber, deixou de cuidar da casa, deixou de cuidar dela mesma, começou a juntar material reciclável para vender, só que ela nunca vendia, então começou a juntar lixo.

Quando não pôde mais entrar na casa devido à sujeira, passou então a morar na garagem. Os vizinhos mais chegados, e isso me exclui completamente, tentaram convence-la a voltar para sua casa, limpar toda aquela sujeira, mas ela simplesmente era irredutível, xingou, falou um monte de besteira, mandou todo mundo pra aquele lugar....

A prefeitura já foi várias vezes recolher todo aquele lixo, ela sempre faz aquele carnaval e é só o caminhão virar a esquina ela volta a juntar todo aquele material, que segundo ela é para vender, então por que não os vende???

Nesse sábado estava tudo calmo na rua, me deitei e quando comecei a pegar no sono ouvi um barulho na porta da garagem dela, logo imaginei que era ela entrando para dormir, comecei a ouvir alguns estalos que eu não conseguia distinguir do que se tratava, resolvi então me levantar para ver o que estava acontecendo e quando olhei levei um baita susto, atearam fogo nas coisas que estavam dentro da garagem da casa dela, que fica o tempo todo destrancada, senti o bafo quente das chamas, e uma fumaça preta subia pelo ar.

Corri para ligar para meus vizinhos da frente, que tem a casa ao lado da dela, pois estava preocupada, se o fogo se alastrasse seria perigoso para eles, enquanto isso o vigia noturno que estava passando de moto pela rua voltou para chamar os bombeiros, que graças a Deus é bem pertinho de casa.

Os bombeiros chegaram rapidamente e conseguiram apagar o fogo, a vizinhança toda acordou. Terminado o trabalho de apagar o fogo, eles (bombeiros) subiram até a casa para ver se estava tudo bem por lá e encontraram à senhora dormindo sobre um colchão. Aí, me pergunto, se os bombeiros tivessem demorado e o fogo se alastrado até a casa dela, o que teria acontecido??
Todos nós imaginamos que ela não estava por lá, pois o barulho que o caminhão dos bombeiros fez acordou a vizinhança inteira, menos ela.

E os filhos onde estão?

Não existe algum tratamento para isso?

Lembro-me de ter visto uma reportagem na televisão falando sobre isso, uma senhora que juntou 20 toneladas de lixo em sua casa, isso deve ser uma doença, uma desordem emocional, sei lá. Me pergunto novamente, e se ela estive dormindo na garagem? O que teria acontecido?

E o pior é que os bombeiros tentaram convence-la a retirar toda aquela tralha, aí a velhinha subiu nas tamancas e rodou a baiana, de novo, para variar. Disse que as coisas eram dela, a casa era dela e ninguém tinha nada a ver com aquilo, blá, blá, blá, blá, blá, blá... Reclamou também que quem ateou fogo foi algum vizinho, que vizinho só serve para encher o saco, blá, blá, blá, blá, blá, blá...

Só sei que perdi o sono, demorei muito para conseguir dormir, acabei pegando um livro para ler, ainda bem que era domingo e eu não teria que acordar cedo para trabalhar.

Então digo, morar na minha rua é uma aventura.

Ah, a casa dela está à venda, alguém quer comprar??? A vizinhança é ótima e ficará melhor ainda, pois Deus é pai....


imagem: marciovalle

2 comentários:

Girassol disse...

Caramba, que história!
Morei num prédio onde existia uma Sra já com uma certa idade que também fazia "colecção de lixo" e era maltratada por um filho toxicodependente que morava com ela... todos os vizinhos se queixaram inúmeras vezes, a segurança social, polícia, etc, fizeram inúmeras visitas, mas parece que nunca é responsabilidade de ninguém.

Um beijo.

Edna Federico disse...

Menina...e eu não soube de nada disso??????
Minha casa nem é tão longe da sua assim e não notei nada, nem fogo, nem barulho, nem nada.
Que perigo!!
Tem cada gente esquisita nesse mundo, eu, hein.
Beijo